Enem: Veja como funcionarão os trens da Linha 4-Amarela do metrô no domingo

Por Metro Jornal São Paulo
Carol Teresa/Divulgação
Enem: Veja como funcionarão os trens da Linha 4-Amarela do metrô no domingo

Neste domingo, dia 5 de novembro, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) será realizado em todo o país. Além de se prepararem para a prova com os estudos, os candidatos devem se planejar para chegar no horário e evitar possíveis transtornos no trajeto.

Os passageiros que utilizarem a Linha 4-Amarela do metrô, em São Paulo, devem ficar atentos a mudanças operacionais nas estações Paulista e Fradique Coutinho. O embarque e o desembarque de passageiros serão realizados na mesma plataforma, tanto no sentido Butantã como Luz. Avisos sonoros irão informar o destino de cada trem que chega à plataforma. Devido a essas alterações, os trens irão circular com intervalos maiores — então, vale a pena sair mais cedo de casa para se garantir.

As demais estações da Linha 4-Amarela (Butantã, Pinheiros, Faria Lima, República e Luz) deverão operar normalmente. A restrição operacional ocorrerá para execução de obras na futura estação Oscar Freire. De acordo com a Via Quatro, empresa responsável pela linha, caso os serviços terminem antes do programado, os trens voltarão a funcionar normalmente.

Além das mensagens sonoras, a orientação aos usuários será reforçada em todas as estações da Linha 4-Amarela com cartazes e banners. A equipe de atendimento também será ampliada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar o impacto da mudança e garantir a segurança.

Esta é a primeira vez que o Enem será realizado em dois domingos consecutivos (5 e 12 de novembro). Cerca de 6,7 milhões de estudantes são esperados para fazer a prova neste ano. Até agora, cerca de 30% dos alunos que pagaram a taxa de inscrição ainda não consultaram o endereço do local de prova.

Redação

A redação será feita no primeiro domingo (5) e foi alvo de uma ação judicial. O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pelo Enem, ainda não foi notificado sobre a decisão que proibiu a atribuição automática de nota zero para textos que desrespeitem os direitos humanos.

A recomendação do Ministério da Educação, entretanto, é para que os alunos sigam os critérios do edital porque a medida foi tomada em caráter liminar e ainda pode mudar.

Loading...
Revisa el siguiente artículo