Escola onde bebê morreu obtém alvará da Prefeitura de Campinas

Por Metro Jornal Campinas
Escola onde a criança morreu - Eduardo Carmim/ Photopremium
Escola onde bebê morreu obtém alvará da Prefeitura de Campinas

Cerca de um mês depois de interditada por conta da morte de um bebê, a  Escola Infantil Casinha do Saber conseguiu nesta quarta-feira o alvará de funcionamento, expedido pela Secretaria de Urbanismo de Campinas, no interior de São Paulo.

A escola foi lacrada no dia 17 de agosto e ficou proibida de desenvolver qualquer atividade econômica ou comercial no local até que regularizasse a situação junto ao órgão.

O alvará foi expedido após análise dos documentos apresentados pelo proprietário – laudo técnico atestando a estabilidade e segurança da edificação, vistoria atualizada do Corpo de Bombeiros, parecer técnico da Emdec.

As atividades pedagógicas, no entanto, continuam suspensas.  Os responsáveis pela escola já entraram em contato com a Secretaria de Educação para solicitar o credenciamento. A partir de agora terão de apresentar documentos como a declaração de responsabilidade pelo local, funcionários (ambos registrados em cartório), quantos funcionários serão designados por crianças, qual a formação dos funcionários, entre outros.

A Secretaria de Educação faz a análise jurídica, arquitetônica e pedagógica da documentação num prazo máximo de dois meses para liberar o credenciamento. O bebê morreu no dia 8 de agosto, aos quatro meses de vida. Era seu primeiro dia na escolinha. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo