Observatório espera 4 câmeras para ‘cobrir’ céu da região de Campinas

Por Marcelo Ruiz

O Observatório de Campinas deve receber mais quatro câmeras até o fim do ano. Com a ampliação da capacidade de registros, será possível registrar fenômenos do céu em toda a RMC (Região Metropolitana de Campinas). “Devemos receber duas câmeras até setembro e outras duas até o fim do ano”, afirma o astrônomo Júlio Lobo.

Os equipamentos são responsáveis por captar fenômenos no espaço. As câmeras são adaptadas para esse tipo de compactação. São ligadas às 18h30 e desligadas às 6h. Nesse período, ela identifica movimentações rápidas e um software realiza as capturas.

No mês passado, em 17 dias, foram registrados mil meteoros passando pelo céu da cidade, no fenômeno chamado “chuva de meteoros”.

Segundo Júlio Lobo, avistar a movimentação de meteoros pelo céu não é raro, mas nem sempre é possível ver sem ajuda de algum equipamento. “Algumas pessoas conseguem ver esses mais brilhantes. É muito comum a pessoa estar em campo aberto ou dirigindo e perceber a movimentação”, comenta.

O observatório, em parceria com a Exoss Citizen Science – um grupo de astronomia formado por profissionais e amadores – tem conseguido ampliar o registro de atividades. “Isso porque, uma vez que quatro câmeras peguem o mesmo fenômeno, é possível parear as imagens e ter mais detalhes sobre de que local o meteoro veio do espaço. Essa ainda é uma região pouco estudada”, comenta o astrônomo.   

Loading...
Revisa el siguiente artículo