Enfermeiro do HC de Campinas é preso por abusar de crianças

Por Marcelo Ruiz
Fachada do HC da Unicamp | /arquivo/metro
Enfermeiro do HC de Campinas é preso por abusar de crianças

Um enfermeiro de Paulínia que trabalha no HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp foi preso na manhã desta segunda-feira no estacionamento do hospital por suspeita de estupro de vulnerável. O homem foi indiciado na Delegacia de Paulínia. Foi decretada prisão temporária pelo período de 30 dias, que pode ser prorrogada.

O homem, de 52 anos, teria abusado de duas crianças – de 6 e 9 anos – que são seus vizinhos. A denúncia foi feita pela mãe das crianças, que suspeitou do comportamento estranho de um dos filhos e acabou descobrindo sobre o abuso após conversar com a criança. O menino de 9 anos contou que o enfermeiro havia o convidado para ir até o fundo da casa, onde teria acontecido o abuso.

O menino mais novo, em atividade de terapia, até escreveu uma carta e fez um desenho pedindo para que o delegado o prendesse. A carta foi enviada pela psicóloga junto com um parecer técnico à Polícia Civil.

As investigações começaram em janeiro e a prisão temporária do enfermeiro já havia sido expedida há um mês. Porém, o homem estava foragido, segundo o delegado Rodrigo Luis Galazzo, da polícia de Paulínia. Ele havia pedido o afastamento do trabalho e foi detido quando compareceu ao HC para renovar o pedido.

Em nota, o HC informou por meio da assessoria de imprensa, que o profissional estava afastado até o dia 4 de agosto e que a Unicamp irá se pronunciar sobre o caso assim que for comunicada a decisão. A universidade também se colocou à disposição das autoridades na investigação dos fatos. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo