Sistema que garante estacionar no Metrô existe; mas está cada vez mais caro

Por Carolina Santos
Marivaldo Oliveira/Código19/Folhapress
Sistema que garante estacionar no Metrô existe; mas está cada vez mais caro

Usuários do sistema que garante estacionamento em estações do Metrô reclamam da alta no preço e da queda na qualidade do serviço.

Desde o início desse mês, o valor diário do bilhete E-Fácil teve um aumento de quase 30%, como constatou a reportagem da BandNews FM.

Criado em 2009 como uma forma de promover a integração entre carro e transporte público, o bilhete tem como principal objetivo desafogar o trânsito na cidade.

Atualmente, duas estações contam com o programa que oferece estacionamento e duas viagens de metrô. Na Santos-Imigrantes, o valor passou de R$ 12,95 para R$ 16,60. Em Corinthians-Itaquera, o preço saiu de R$ 10,79 para R$ 13,60.

Fora do país, os preços para o mesmo tipo de serviço são muito menores.

Em Toronto, no Canadá, por exemplo, estacionar em estações do metrô custa – em média – R$ 5 em horários de pico, mas quem chega depois das 9h30 da manhã para de graça.

Em nota, o Metrô afirmou uma nova empresa passou a operar os estacionamentos em julho e que os preços foram corrigidos para permitir à operadora arcar com a melhoria dos serviços e infraestrutura.

A Maxipark, atual operadora do estacionamento das estações citadas nesta matéria, se pronunciou em nota, dizendo que “os valores, inalterados há bastante tempo, foram determinados em edital de licitação do Metrô”.

Loading...
Revisa el siguiente artículo