Programa retorna com 262 mudanças no trânsito na Grande São Paulo

Por Vanessa Selicani - Metro Jornal ABC
Canteiro de obras das intervenções que estão sendo realizadas na rua das Figueiras - Divulgação/PMSA
Programa retorna com 262 mudanças no trânsito na Grande São Paulo

O programa que propõe mudanças rápidas e de baixo investimento no trânsito foi retomado em Santo André, na Grande São Paulo, com a proposta de 262 ações nos próximos quatro anos. Até dezembro, a prefeitura promete realizar ao menos 52 delas.

O Pait (Programa de Ação Imediata no Trânsito) ganhou visibilidade em 2014, quando era comandado pelo atual prefeito, Paulinho Serra (PSDB). Na época, ele ocupava o posto de secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos de Carlos Grana (PT). O programa foi paralisado no segundo semestre de 2015, quando Paulinho deixou o governo petista já dando sinais de que disputaria a prefeitura no ano seguinte.

Para esta nova fase, o prefeito afirma que quer descentralizar as ações. “Sabemos que o Centro é importante porque tem maior número de veículos trafegando, mas a cidade possui muitos corredores comerciais nos bairros. Existe uma demanda de tráfego local nessas regiões”, afirmou Serra.

Estão na lista do Pait Jardim Santo André, Vila Pires, Vila Luzita, Jardim Silveira e o 2º Subdistrito, além de áreas como Centro, bairro Jardim e Campestre.

A principal aposta para reduzir os nós no trânsito da cidade continuará a ser a eliminação de mãos duplas em vias estreitas e a implantação de binários nelas, com ruas paralelas funcionando em direções opostas. O modelo foi implantado em vários quadriláteros do bairro Jardim em 2014.  “O trânsito em mão única é uma tendência mundial que seguiremos implantando. A alteração acaba trazendo até mais vagas de estacionamento nas ruas. Deu bastante certo no bairro Jardim”, disse o prefeito.

Quatro regiões já começaram a receber intervenções do Pait. O quarteirão da rua das Figueiras com a Adolfo Bastos e a avenida Lino Jardim está sendo readequado com alargamento nas esquinas. O bairro Campestre passa por ações como criação de binários e instalação de semáforos. O Jardim Santo André recebe reforço na sinalização de trânsito. A última frente trabalha com criação de baias para embarque e desembarque na frente de escolas.

Zona Azul vai crescer com o Pait 

As vagas de estacionamento rotativas conhecidas como Zona Azul serão expandidas com o Pait (Programa de Ação Imediata no Trânsito). Atualmente, a cidade possui 4,5 mil delas, 1,5 mil criadas durante a primeira fase do programa entre 2014 e 2015.

O prefeito Paulinho Serra afirma que há diálogo para Zona Azul na Vila Alice, Vila Luzita e na rua das Figueiras.

“Não vamos implantar sem antes ter dialogado com os comerciantes locais. Antes as pessoas viam as vagas como punição, mas hoje muito gente pede por elas porque a oferta para estacionar cresce”, disse o prefeito.

Loading...
Revisa el siguiente artículo