Gestão Doria altera horário de funcionamento de bibliotecas

Por Andressa Lima
Cacalos Garrastazu
Gestão Doria altera horário de funcionamento de bibliotecas

Em meio à queda de público, a Prefeitura de São Paulo reduziu o atendimento em parte das bibliotecas municipais da cidade. A aposta do prefeito João Doria (PSDB) é fechar as unidades uma vez por semana – às segundas ou sextas-feiras – e, em troca, abri-las meio período aos domingos, para atividades artísticas. Ao menos 19 das 54 bibliotecas aderiram a esse novo regime, segundo apurou o Estado.

A ideia é que os funcionários folguem na semana e trabalhem no domingo sem aumentar o custo. A unidade de Guaianases é uma das que deixaram de abrir às sextas-feiras para oferecer meio período de atendimento aos domingos.

A mudança nos horários, que faz parte do projeto Biblioteca Viva, é diferente do que havia sido anunciado inicialmente. No dia 16 de março, quando houve a divulgação do programa, o secretário municipal de Cultura, André Sturm, afirmou que haveria pagamento de hora extra a parte dos servidores e até convocação de voluntários para atuar nas unidades, mas as propostas não avançaram.

Sturm disse ao Estado que a troca de um dia da semana pelo domingo é “estratégica”. “Infelizmente nós temos um quadro de pessoal muito pequeno nas bibliotecas. Não temos como fazer diferente”, afirmou.

Segundo o secretário, o aumento de atividades culturais “vai provocar efeitos significativos na frequência das bibliotecas”. Ele destacou que a maioria das unidades está funcionando todos os dias e, “em breve”, todas funcionarão também.

Loading...
Revisa el siguiente artículo