Criança é levada em carro roubado no Rio de Janeiro

Por Marcelo Ruiz
Mãe e filho comemoram final feliz após momentos de pânico /| reprodução do facebook
Criança é levada em carro roubado no Rio de Janeiro

“A melhor sensação do mundo”. Essa foi a frase usada por Kate Izidio ao reencontrar o filho, Enzo, que havia sido sequestrado após um assalto, por volta da 0h desta quarta-feira. O drama durou mais de uma hora, desde a ação dos criminosos até o alívio em abraçar de novo o menino, de 4 anos, que estava no banco de trás do carro roubado no estacionamento do Hospital Municipal Pedro Segundo, em Santa Cruz, na zona oeste.

Com dores no braço, o garoto precisava ser internado, mas não conseguiu vaga devido à superlotação. Ao deixar a a unidade, a mãe foi abordada por dois bandidos armados.

“Comecei a gritar: pode levar o carro, só quero tirar o meu filho. Um bandido tentou tirá-lo da cadeirinha, mas ela só destrava embaixo. Ele viu que não conseguia e o outro [bandido]: ‘Bora, bora’. Ele entrou no carro e foi embora. Meu filho gritando e o outro homem o tempo todo com a arma. O medo era ele atirar no meu filho”, relatou a mãe.

A Polícia Militar foi acionada por um segurança, que viu o assalto. Agentes do Batalhão de Vias Expressas viram o carro passar pela Av. Brasil e houve perseguição por cerca de 25 km. O carro foi abandonado próximo à favela da Vila Aliança. Nenhum dos criminosos foi preso.

Ao saber que o filho foi resgatado intacto, a mãe se sentiu aliviada. Ela disse ter se lembrado do caso João Hélio – em 2007, quando bandidos levaram o carro dos pais da criança de 6 anos que, presa ao cinto de segurança, foi arrastada no asfalto pelo veículo em fuga.

Em seu perfil em uma rede social, a mãe agradeceu à polícia: “Quero agradecer a todo mundo que ficou comigo, principalmente os policiais. Agora, estamos bem, agarradinhos.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo