Ônibus noturno em São Paulo só deve sair do papel em 2015

Por Tercio Braga
A rede deve contar com cerca de 140 linhas. Atualmente, a cidade conta com  98 itinerários noturnos | Filipe Schmid/Sigmapress/Folhapress A rede deve contar com cerca de 140 linhas. Atualmente, a cidade conta com 98 itinerários noturnos | Filipe Schmid/Sigmapress/Folhapress

Com mais de um ano de atraso, a prefeitura só deve concluir a implantação da rede de ônibus noturnos no  primeiro semestre do ano que vem. Prevista para ser entregue no início desse ano, a rede deve aumentar em até 30% a demanda de passageiros durante a noite, com mais 90 mil usuários por mês, segundo reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo”.

Os detalhes do projeto serão apresentados na próxima semana, durante reunião do CMTT (Conselho Municipal de Transporte e Trânsito).

A rede deve contar com cerca de 140 linhas. Atualmente, a cidade conta com  98 itinerários noturnos.

O novo sistema deve funcionar com três estruturas complementares, uma acompanhando o trajeto das linhas do Metrô entre 0h e 4h, outra ligando os terminais de ônibus e utilizando os corredores e faixas principais da cidade, e a última saindo dos terminais mais afastados do centro para os bairros.

A SPTrans afirmou que o atraso ocorreu porque ainda está acompanhando o processo do projeto-piloto das primeiras 12 linhas noturnas. Segundo a empresa, isso acabou demandando tempo para a aferição do desempenho das respectivas linhas em observação”.

Empréstimo de livros

Começou a funcionar ontem o projeto Livro na Faixa. A iniciativa disponibiliza livros para troca em dez terminais de ônibus de São Paulo. Uma coleção de 3.500 livros está disponível para a população. Para fazer o empréstimo, não é necessário cadastro, basta levar um dos títulos dispostos nas estantes.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo