Diretoria de escola tenta mudar traçado de ciclovia na Vila Mariana

Por Nadia
| Alf Ribeiro/Folhapress As implantações de ciclovias na Vila Mariana começaram neste ano | Alf Ribeiro/Folhapress

A diretoria da escola Madre Cabrini, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo, protocolou pedido na Câmara Municipal para alterar o traçado da ciclovia que foi implantada em frente ao colégio. Professores e pais de alunos reclamam que a faixa exclusiva para bicicletas atrapalha a entrada e a saída dos estudantes e alerta para o risco de atropelamentos no local.

Implantada há uma semana, a ciclovia da Rua Madre Cabrini se conecta a grande avenidas da Vila Mariana, como a Domingos de Moraes e Jabaquara – estas já ligadas aos bairros Liberdade, Centro e Barra Funda.

Para a diretora da escola, Neuza Maria Bueno, no entanto, a rua paralela a do colégio tem menos movimento e por isso é mais apropriada à implantação da faixa exclusiva aos ciclistas.

“A Capitão Cavalcante é uma rua de mão única, com pouco fluxo, e que também tem acesso à rua Coronel Lisboa, onde há a continuidade da ciclovia”, diz.

O trajeto das ciclovias é de responsabilidade da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que informa estar estudando a possiblidade de mudança do traçado.

Um caso semelhante já havia ocorrido em Higienópolis. No começo do mês, depos da reclamação de moradores e comerciantes, a ciclovia que havia sido implantada na Praça Vilaboim foi tranferida para as ruas Aracajú e Piauí.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo