Após 40 queixas, Ministério Público investiga ciclovias

Por lyafichmann
Ciclovia em Interlagos  | Luciano Amarante/Folhapress Ciclovia em Interlagos | Luciano Amarante/Folhapress

O MP (Ministério Público) instaurou inquérito para apurar a implantação das ciclovias feitas na gestão do prefeito Fernando Haddad (PT). A medida foi tomada pela promotora Camila Mansour Magalhães da Silveira, após o órgão receber cerca de 40 reclamações sobre a instalação das vias exclusivas.

Em documento enviado à administração municipal, a Promotoria de Habitação e Urbanismo pede explicações sobre o cronograma das obras para implementação dos 400 km de ciclovias prometidos pela prefeitura, até o final de 2015. Além disso, questiona as medidas que serão tomadas para amenizar os impactos  na segurança viária.

O órgão também pede que a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) faça vistoria nos locais onde foram implantadas as vias.

O prazo para a prefeitura enviar as informações expirou nesta terça-feira, mas o MP deu mais 20 dias para que os esclarecimentos sejam feitos.

Nesta quarta, o prefeito Haddad afirmou que as ciclovias fazem parte do Plano Nacional de Mobilidade. “É uma lei federal. Na verdade, todos os prefeitos do Brasil têm que responder. E o plano prevê faixa exclusiva para ônibus e ciclovia. É uma obrigação legal”.

Depois de dizer que mantém um bom relacionamento com o MP, Haddad prometeu prestar todos os esclarecimentos. “Nas ocasiões anteriores, nós resolvemos bem. Agora vamos tentar resolver bem também a questão das ciclovias”, afirmou. As declarações foram feitas durante a inauguração da ponte M’Boi Mirim, que  passa por cima do rio Embu Mirim.

Dobram as multas por desrespeito aos ciclistas

Desde o início da expansão das ciclovias, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vem apertando o cerco aos motoristas que desrespeitam os ciclistas. Segundo balanço da companhia, divulgado nesta quarta, a quantidade de multas aplicadas a esses condutores dobrou entre janeiro e setembro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Foram 18.165 autuações aplicadas nos nove primeiros meses de 2014, ante 8.671 entre janeiro e setembro do ano passado. Ou seja, foram quase três autuações por hora. Em maio, a média era de duas multas.

As autuações aplicadas a quem dirige sem atenção dispararam neste ano e subiram mais de cinco vezes. Esse tipo de irregularidade gerou  11.191 entre janeiro e setembro, ante 2 mil no ano passado. Esse tipo de infração é punida com multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo