ANS suspende a venda de 65 planos de saúde

Por Carolina Santos
Decisão da agência afetou 16 operadoras  |Theo Heimann/Getty Images Decisão da agência afetou 16 operadoras |Theo Heimann/Getty Images

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) anunciou a suspensão da venda de 65 planos de saúde de 16 operadoras (veja lista completa aqui). De acordo com a decisão, as empresas foram punidas porque descumpriram prazos de marcação de consultas e de cirurgias.

O comunicado foi feito na manhã desta quinta-feira e a suspensão vale a partir de sexta.

Segundo a agência, as 16 operadoras atendem, juntas, mais de 500 mil pessoas. Nos últimos três meses mais de 12 mil reclamações foram registradas pelos clientes na ANS. As queixas tratam principalmente da dificuldade em conseguir marcar consultas, exames e cirurgias pelo plano de saúde contratado.

A ANS determina prazos para que os procedimentos sejam feitos. Consultas básicas devem ser realizadas, no máximo, sete dias após a procura do cliente e o atendimento com o especialista não deve superar 14 dias. Para cirurgias o prazo é de 21 dias úteis. Em caso de emergência, a consulta precisa ser imediata.

Para voltar a comercializar os planos, as operadoras terão que provar à ANS que o atendimento aos clientes melhorou nos últimos três meses.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo