Sistema Cantareira tem o mês mais seco da história

Por Nadia
Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, no interior de São Paulo | Luis Moura/Folhapress Sistema Cantareira tem mês mais seco da história | Luis Moura/Folhapress

Outubro foi o mês mais seco da história do Sistema Cantareira – reservatório que abastece mais de 9 milhões de pessoas. Os rios que alimentam o sistema não registravam uma vazão tão baixa desde 1930.

A média de entrada de água dos rios nos reservatórios do Cantareira é de 72,5 bilhões de litros. Neste mês, no entanto, foram apenas 10,7 bilhões, segundo o Estado de S. Paulo. E enquanto isso 60,5 bilhões de litros foram captados para abastecer a população – o que acarreta em um déficit de 49,8 bilhões de litros de água (5% da capacidade do sistema).

A crise hídrica deste ano é a maior da história de São Paulo. A Companhia de Saneamento Básico do Estado (Sabesp) utiliza desde maio a reserva do sistema – o chamado volume morto, que fica abaixo dos dutos de captação. No início, a companhia estimava que os 182,5 bilhões de litros da primeira cota não seriam usados integralmente. A previsão agora é de que termine em uma semana.

A segunda cota da reserva, que tem 105 bilhões de litros, deve durar até maio de 2015.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo