Alckmin diz que apoia incluir áudio da Sabesp em inquérito

Por lyafichmann
Rio Atibainha, que compõe o Cantareira em Nazaré Paulista | Luis Moura/Folhapress Rio Atibainha, que compõe o Cantareira em Nazaré Paulista | Luis Moura/Folhapress

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou, no domingo, que apoia a intenção do MP (Ministério Público) de incluir no inquérito que apura a responsabilidade do governo do Estado na crise hídrica os áudios que vazaram da Sabesp.

Nas gravações, a presidente da estatal, Dilma Pena, afirmou que recebeu “orientações superiores” para barrar alertas sobre a falta de água. “A nossa regra é transparência absoluta”, afirmou Alckmin.

A investigação foi iniciada em abril na Assembleia Legislativa. Em setembro, o procurador do MP Sérgio Coelho pediu ao procurador-geral de Justiça, Márcio Rosa, que instaurasse um inquérito civil para “apurar a responsabilidade”.

Cantareira cai para 13% mesmo com chuva no final de semana

O sistema Cantareira registrou queda de 0,2% nesta segunda-feira, mesmo com as chuvas do final de semana, atingindo 13% da capacidade. O valor inclui a segunda cota do volume morto.

Desde sexta-feira, a Sabesp passou a considerar os 106 bilhões de litros da reserva técnica, mesmo ainda não tendo data para captá-la. Sem o acréscimo, o Cantareira estaria com apenas 2,3%.

As chuvas que passaram pelo Estado nos últimos dias serviram para que o sistema Guarapiranga, que também sofre com a seca, recuperasse 0,2% do volume, passando de 40,9% para 41%.

Novas precipitações devem voltar a atingir São Paulo a partir de quinta-feira. Até esta quarta, o clima se mantém seco, com as máximas podendo chegar a 31oC na capital.

Loading...
Revisa el siguiente artículo