Sabesp começa a utilizar segunda cota do volume morto em SP

Por fabiosaraiva
Reserva de Jaguari-Jacareí, em Bragança Paulista | Luis Moura/Folhapress Reserva de Jaguari-Jacareí, em Bragança Paulista | Luis Moura/Folhapress

Começou a ser usada nesta sexta-feira a segunda cota do volume morto do sistema Cantareira, que registrava apenas 3% de volume armazenado até esta quinta-feira.

Com o uso da nova reserva técnica, que acrescentou 105 bilhões de litros de água ao reservatório, o sistema agora opera com 13,6% de sua capacidade.

Em nota, a Sabesp esclarece que o volume ainda não está sendo bombeado, pois ainda existem 28 bilhões de litros da primeira parte da reserva técnica.

Estiagem
A falta de chuvas e o período de estiagem são duas das principais causas da crise hídrica em São Paulo. Segundo medição da Sabesp, no acumulado de outubro, choveu apenas 19% do previsto para todo o mês no sistema.

Foram 25,2 mm em 24 dias, muito abaixo da média para o mês de outubro –130,8 mm.

O sistema Alto Tietê também tem sido afetado pela seca. Ontem, os reservatórios tinham 8,2% da capacidade – 0,2 ponto percentual a menos do que o do dia anterior. Ali, choveu apenas 16% dos 117,1 mm esperados para todo o mês de outubro.

Na capital, os termômetros variam entre 29ºC e 16ºC hoje. Amanhã, a máxima fica em torno dos 28ºC e pode chover em algumas regiões.

Loading...
Revisa el siguiente artículo