Por mais segurança, metroviários de Pernambuco entram em greve

Por Carolina Santos
Estações de metrô amanheceram em greve | Clélio Tomaz/Frame/Folhapress Estações de metrô amanheceram em greve | Clélio Tomaz/Frame/Folhapress

O Sindicato dos Metroviários de Pernambuco iniciou uma paralisação na manhã desta terça-feira, por tempo indeterminado. Os trabalhadores pedem mais segurança e ampliação do quadro de funcionários devido a um grande aumento de casos violentos nas estações.

De janeiro até setembro, foram 1.600 ocorrências policiais registradas no metrô pernambucano, desde furtos e assaltos até estupros e homicídios. Muitas das ações foram registradas pelas câmeras de monitoramento e tanto os funcionários, também vítimas dos crimes, quanto a população estão com medo.

Segundo o sindicato da categoria, houve 39 demissões de vigilantes neste ano, o que agrava ainda mais a situação da insegurança.

A greve deve prejudicar cerca de 400 mil passageiros que utilizam o transporte ferroviário diariamente. Os profissionais cobram ações da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo