Polícia indicia mãe de menina que era torturada pelo padrasto

Por Tercio Braga

A polícia indiciou a mãe da menina que era torturada pelo padrasto no interior de São Paulo, já que ela estava presente quando alguns vídeos de maus tratos foram gravados.

Nesta sexta-feira (3) a polícia divulgou novos vídeos dos maus tratos sofridos pela menina de três anos. Em um deles, a criança teve as pernas coladas com fita adesiva. Ela tenta andar, mas cai várias vezes e o padrasto se diverte.

Em outro vídeo, gravado pela mãe, a menina aparece no banco de trás do carro sem a cadeirinha e o padrasto debocha da sonolência dela. O empresário ainda impede que a criança durma e abre os olhos dela em outra imagem.

Acusado de tortura física e psicológica, ele pode pegar até quinze anos de cadeia. O padrasto teve o pedido de liberdade negado e foi transferido hoje para um presídio, onde será mantido em uma ala especial, longe de outros detentos.

A criança foi encaminhada para um abrigo e a Justiça está analisando o pedido de guarda feito pelo pai biológico.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo