Jovens fazem pacto suicida pela internet no Rio Grande do Sul

Por Tercio Braga

A polícia gaúcha investiga a morte de duas estudantes que faziam parte de uma rede suicida na internet. O grupo virtual reunia pelo menos 20 jovens com sintomas de depressão.

Segundo os delegados que estão à frente do caso, dois suicídios ocorridos na semana passada estão relacionados com o pacto, feito nas redes sociais por rapazes e garotas com idades entre 12 e 18 anos.

As primeiras vítimas foram Kauane Monteiro, de 18 anos, morta no dia 23 de setembro em Canela e  Kalita Roque, de 14 anos, que morreu em Gramado três dias depois.

Depois das duas mortes por enforcamento e de outras três ocorrências de garotas que tentaram cortar os pulsos, a polícia começou a recolher telefones e computadores de jovens suspeitos de fazer parte da rede suicida.

Na quinta-feira (2) a policia identificou outros dois jovens, um de Canela e outro de Gramado, que anunciaram na página do grupo em uma rede social que seriam os próximos na sequência dos suicídios.

Após a identificação, a polícia chegou a tempo de evitar a tragédia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo