USP sobe em ranking global, mas fica fora do ‘top 200’

Por lyafichmann

Pelo segundo ano consecutivo, nenhuma universidade do Brasil ficou entre as 200 melhores do mundo no ranking internacional THE (Times Higher Education), divulgado nesta quarta-feira. A USP (Universidade de São Paulo) continua como a melhor instituição brasileira, mas só aparece no grupo entre as posições 201 e 225. No levantamento anterior, a USP estava na faixa entre 301 e 350 colocação.

Divulgado anualmente, o THE avalia o desempenho dos estudantes e a produção acadêmica nas áreas de engenharia e tecnologia, artes e humanidades, ciências da vida, saúde, física e ciências sociais. A entidade também avalia os campos de pesquisa, transferência de conhecimento e perspectiva internacional e ambiente de ensino.

Somente outra universidade brasileira figura no ranking, que lista 400 universidades. A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) continua no mesmo patamar do levantamento divulgado no ano passado – no grupo de 301o lugar e 350o.

Pelo quarto ano consecutivo, a melhor universidade do mundo no THE é o Instituto de Tecnologia da Califórnia, dos Estados Unidos.

O ranking também tem subdivisões por áreas, em que aponta apenas 100 melhores. Nas áreas de saúde e de ciências da vida, a USP está em 78º e 92º lugares, respectivamente. As outras áreas avaliadas são engenharia, física, artes e humanidades e ciências sociais.

Os Estados Unidos é o país com maior número de universidades entre as “top 200” do ranking, com 74 instituições. Em seguida, vêm Reino Unido (29), Alemanha (12), Holanda (11), Canadá e Austrália (8).

O THE é feito com mestres e doutores de diversos países sobre a reputação de cada universidade no cenário internacional.

As-melhores-do-mundo

Número de roubos na universidade cresce 122%

O número de roubos registrados pela Guarda Universitária da USP (Universidade de São Paulo) cresceu 122% entre janeiro e agosto deste ano. Em 2013, foram registrados 36 casos no campus. O índice subiu para 80 em 2014.

Os dados não contemplam ação da PM (Polícia Militar). Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), a PM prendeu mais de 200 suspeitos em flagrante neste ano. Além disso, foram apreendidos, nove menores de idade e três armas.

Os casos mais recentes de violência aconteceram no domingo, quando uma remadora apanhou de dois criminosos, e no dia 20 de setembro, quando um estudante morreu durante uma festa. O corpo foi encontrado três dias depois.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo