Página reúne denúncias sobre jovem morto na USP

Corpo não tinha sinais de afogamento | Marco Ambrosio/Folhapress Corpo de jovem foi encontrado na última terça-feira | Marco Ambrosio/Folhapress

Mais de 100 denúncias já foram postadas em uma rede social com informações que podem ajudar a polícia a desvendar a morte do estudante Victor Hugo dos Santos. A página, criada na última sexta-feira, pretende reunir dados para contribuir com as investigações.

Na última semana, amigos arrecadaram R$ 10 mil que serão dados como recompensa a quem tiver notícias precisas sobre o que aconteceu com o jovem. O advogado Ademar Gomes afirma que equipes estão analisando a veracidade de tudo que foi passado.

Victor Hugo dos Santos desapareceu na madrugada do último dia 20 durante uma festa no velódromo da Cidade Universitária, na zona oeste de São Paulo. Ele se separou do grupo de amigos dizendo que iria buscar cerveja e não foi mais visto.

O corpo foi encontrado três dias depois por atletas dentro da Raia Olímpica da USP, que fica a 100 metros do local. A polícia quer saber se a morte foi acidental ou criminosa.

Em entrevista à Bandnews FM, um amigo de Victor afirmou que o jovem sabia nadar, mas tinha bebido durante a festa no Velódromo da universidade. A polícia não encontrou indícios de afogamento no corpo do estudante.

Durante as investigações, foram encontradas gotas de sangue no local da festa e um exame de DNA deve apontar se o sangue é de Victor Hugo. Os laudos do Instituto Médico Legal (IML) que irão determinar os rumos da investigação deverão ficar prontos no próximo mês.

Familiares, amigos e membros da empresa de segurança que trabalhavam no evento já foram ouvidos. Outras testemunhas prestarão depoimento nos próximos dias. A investigação segue agora sob segredo de Justiça.

Desaparecimento

Victor foi visto pela última vez na madrugada de sábado, quando se afastou dos amigos para buscar bebidas.

Relatos apontam que um jovem de características semelhantes à de Victor teria sido retirado da festa por seguranças, porque estaria muito alcoolizado. Procurada pela família de Victor, a empresa encarregada da segurança, no entanto, não confirma qualquer ocorrência do tipo. Segundo o colega, Victor não se envolveu em nenhum desentendimento.

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, da Band, um dos amigos do jovem disse que o viu saindo para ir buscar o carro. Outro colega do rapaz que estava do lado de fora da festa, porém, não viu Victor perto do veículo, que estava estacionado na Avenida Professor Mello Moraes, que fica entre o Velódromo e a Raia da USP, onde o corpo foi encontrado.

Loading...
Revisa el siguiente artículo