Cantareira seca dia 21 de novembro, diz governo

Por lyafichmann

O secretário estadual de Recursos Hídricos de São Paulo, Mauro Arce, afirmou nesta quinta-feira que o atual volume de água do sistema Cantareira abastece a população até novembro, o que totaliza 56 dias a partir de hoje. “Continuando sem chover, o atual volume do Cantareira nos garantiria até o dia 21 de novembro”, disse.

O sistema atende, atualmente, 6,5 milhões de pessoas só na Grande São Paulo. Por causa da crise hídrica, outros 2,3 milhões de habitantes, que antes eram atendidos pelo Cantareira, foram transferidos para outros sistemas. O secretário também disse que a segunda cota do volume morto do Cantareira será usada apenas quando o nível atual do sistema, que ontem estava em 7,4%, secar.

“Nós agora temos um segundo volume que estamos preparando para usar. Vamos adiar ao máximo”, disse Arce, sobre os 106 bilhões de litros adicionais da reserva que a Sabesp pretende captar.

Já o governador Geraldo Alckmin (PSDB) acredita que há chances de não ser preciso utilizar a segunda cota do volume morto. “Nós estamos preparados. Mas talvez nem precise da chamada segunda reserva técnica”, disse o governador, que havia descartado retirar mais água da reserva há três meses. A captação da segunda cota ainda não tem autorização da ANA (Agência Nacional de Águas).

Segundo o diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, o governo paulista não tem alertado a população sobre a real crise hídrica.
“Penso que o problema é não apontar a gravidade da situação concretamente. Se tivermos um ano parecido com esse, nós não teremos uma resposta satisfatória na região metropolitana no ano de 2015”, afirmou. 

[poll id=”296″]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo