Estudante encontrado morto na USP é enterrado em Jandira

Por Nadia
Corpo não tinha sinais de afogamento | Marco Ambrosio/Folhapress Corpo de jovem foi encontrado nesta terça-feira | Marco Ambrosio/Folhapress

O corpo do estudante Victor Hugo Santos, 20 anos, foi enterrado na manhã desta quarta-feira em um cemitério na cidade de Jandira, na Grande São Paulo, onde o jovem também foi velado.

O corpo de Victor foi encontrado na manhã de terça-feira na Raia Olímpica do Campus do Butantã da Universidade de São Paulo (USP). O cadáver estava a 100 metros de onde o jovem foi visto pela última vez, na madrugada de sábado (20), quando o estudante participava de uma festa no Velódromo da USP.

Em entrevista à Bandnews FM, um amigo de Victor afirmou que o jovem sabia nadar, mas tinha bebido durante a festa no Velódromo da universidade. A polícia não encontrou indícios de afogamento no corpo do estudante.

Segundo o amigo do jovem, que estava com o estudante na festa, antes de desaparecer, Victor disse que queria ir embora e que iria até o carro. O veículo em que o grupo estava ficou estacionado na Avenida Professor Mello Moraes, que fica entre o Velódromo e a Raia da USP, onde o corpo foi encontrado.

Durante as investigações, foram encontradas gotas de sangue no local da festa e um exame de DNA deve apontar se o sangue é de Victor Hugo. Até agora sem testemunhas e imagens de câmeras de segurança, os investigadores aguardam o resultados da perícia que vão determinar a causa da morte.

Desaparecimento

Victor foi visto pela última vez na madrugada de sábado, quando se afastou dos amigos para buscar bebidas.

Relatos apontam que um jovem de características semelhantes à de Victor teria sido retirado da festa por seguranças, porque estaria muito alcoolizado. Procurada pela família de Victor, a empresa encarregada da segurança, no entanto, não confirma qualquer ocorrência do tipo. Segundo o colega, Victor não se envolveu em nenhum desentendimento.

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, da Band, um dos amigos do jovem disse que o viu saindo para ir buscar o carro. Outro colega do rapaz que estava do lado de fora da festa, porém, não viu Victor perto do veículo, que estava estacionado na Avenida Professor Mello Moraes, que fica entre o Velódromo e a Raia da USP, onde o corpo foi encontrado.

Outro relato aponta ainda que o estudante universitário teria sido levado para a enfermaria.

Reprodução/Google Maps Reprodução/Google Maps

A festa, de comemoração aos 111 anos do Grêmio Politécnico da Universidade de São Paulo, reuniu 5 mil pessoas para apresentações de músicos como Marcelo D2 e da banda CPM 22.

O evento funcionava em esquema de open bar, em que os frequentadores pagaram R$ 45 e tinham direito a consumir bebidas alcoólicas à vontade.

Pais dizem que jovem morto não dava problemas:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo