MP denuncia assassino de Glauco por latrocínio

Por Carolina Santos
Cadu foi preso após uma perseguição policial, em Goiânia | Divulgação/Polícia Civil Cadu foi preso após uma perseguição policial, em Goiânia | Divulgação/Polícia Civil

O Ministério Público (MP) denunciou o assassino confesso do cartunista Glauco por outros crimes cometidos em Goiás. Carlos Eduardo Sundfeld Nunes (Cadu), 29 anos, é acusado de roubar e matar um estudante de direito, balear um agente penitenciário e portar armas ilegalmente.

Cadu assassinou o cartunista e o filho dele, Raoni Vilas Boas, em 2010. Já o agente penitenciário foi baleado durante um assalto no Setor Bueno Goiânia, no dia 28. Marcos Vinícius Lemes da Abadia, 45 anos, continua internado até esta quarta-feira (17), em estado regular.

O criminoso voltou a ser preso no dia 1, após fugir de uma abordagem policial, em Goiânia. Cadu está detido no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A promotoria pediu quebra de sigilo telefônico do criminoso.

Loading...
Revisa el siguiente artículo