Grupo ataca PM e tenta saquear lojas no centro

Por Carolina Santos

O chefe do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Glauco Silva de Carvalho, afirmou que algumas pessoas se aproveitaram da ação de reintegração de posse determinada pela Justiça em um prédio no centro de São Paulo, na manhã desta terça-feira, para atacar homens da Polícia Militar.

De acordo com Carvalho, um grupo de vândalos ateou fogo em um ônibus e tentou saquear lojas na região central de São Paulo, em meio ao confronto entre a PM e ocupantes do prédio de um antigo hotel na Avenida São João.

Ouvintes da BandNews FM relataram que ficaram presos em prédios e estabelecimentos comerciais na região. Um segurança do Teatro Municipal afirmou que ninguém sai ou entra no local.

Confronto
Integrantes do grupo de sem-teto FLM entraram em confronto com a Polícia Militar durante ação de reintegração de posse na Avenida São João, na manhã desta terça-feira.

A reintegração começou por volta das 6h30. Segundo os sem-teto, cerca de 200 famílias ocuparam o prédio, onde funcionava um hotel, há cerca de seis meses, e foram forçadas a deixar o local após decisão da Justiça. Na estimativa do grupo, aproximadamente 800 pessoas fazem parte da ocupação.

Após se negarem a deixar o prédio, os manifestantes lançaram objetos contra os policiais militares, que revidaram com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

Em meio ao confronto entre policiais militares e integrantes do, um ônibus foi incendiado próximo ao Viaduto do Chá, também no centro da capital paulista.

Loading...
Revisa el siguiente artículo