São Paulo terá 300 ônibus com radar para fiscalizar faixas

Por fabiosaraiva
Novos ônibus têm câmeras, ar-condicionado e wi-fi | Marcelo D’Sants/Frame/Folhapress  Novos ônibus têm câmeras, ar-condicionado e wi-fi | Marcelo D’Sants/Frame/Folhapress

Mais de um ano depois de anunciar que iria colocar radares nos ônibus para fiscalizar invasão de faixas exclusivas e corredores, a prefeitura finalmente começou a tirar o projeto do papel.

De acordo com o “Diário Oficial” desta quarta-feira, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) pretende instalar radares do tipo LAP (leitores de placa) nos 300 ônibus para flagrar motoristas que não respeitam as vias exclusivas. Para implantação dos “ônibus dedo-duro” a Secretaria dos Transportes pretende desembolsar R$ 43,2 milhões, por um contrato de quatro anos.

As empresas interessadas  têm prazo de uma semana para conhecer as exigências do contrato e fazer sugestões. Depois, será publicado o edital definitivo.

Além da flagrar quem invade as vias para coletivos, os “radares ambulantes” também serão capazes de fiscalizar quem desrespeitar o rodízio e identificar veículos roubados.

A fiscalização por meio desses equipamentos embarcados foi regulamentada pelo Contran em outubro do ano passado.

Com mais fiscalização, a prefeitura pretende aumentar a velocidade dos ônibus nas vias exclusivas.

Um dos principais argumentos da administração municipal é de que os “ônibus dedo-duro” vão inibir motoristas que saem da faixa exclusiva quando sabem que estão se aproximando de um radar e retornam para a via depois de passar pelo equipamento.

Atualmente a fiscalização eletrônica nas faixas e corredores representa apenas 30% das autuações aplicadas por invasão desses espaços. Os 2 mil marronzinhos da CET e os 690 da SPTrans (empresa que gerencia o sistema de transporte municipal) são responsáveis pela maior parte das multas (70%).

As multas por invasão das vias exclusivas foram as que mais cresceram nos seis primeiros meses deste ano, na comparação com o mesmo período de 2013. Segundo balanço da CET, foram 527,1 mil autuações entre janeiro e junho deste ano, ante 225,71 mil no mesmo período de 2013 – aumento de 133,5%.

A prefeitura anunciou, ainda, que estuda colocar ar-condicionado em todos os ônibus da cidade. A exigência pode constar dos novos contratos com as empresas. Anteontem, começaram a circular 20 veículos com câmeras, ar-condicionado e wi-fi.

Loading...
Revisa el siguiente artículo