Policiais são acusados de racismo em abordagem em SP

Por Tercio Braga

Cinco policiais militares serão investigados pela Corregedoria da corporação após terem disso denunciados por racismo durante uma abordagem em São José dos Campos, no interior de São Paulo, na semana passada.

O caso aconteceu quando os policiais suspeitaram dos estudantes negros Fabiano Augusto, de 18 anos, e Jefferson Machado Corrêa, de 20, na saída de uma loja de calçados no Centro da cidade.

“Ele (o policial) entortou meu braço e falou: ‘Cadê a arma, neguinho?’ Eu disse que não tinha arma, que era trabalhador. Assim que falei isso, ele falou que eu era bandido”, contou Jefferson Machado.

O assessor parlamentar Claudinei Corrêa, de 45 anos, pai de Jefferson, presenciou a cena e tentou conter a ação dos policiais, que segundo ele estavam agindo com brutalidade.

“Eu atravessei a rua e falei que eles eram trabalhadores, universitários, não eram bandidos. Nessa altura um policial me pegou pelo colarinho, apontando uma arma, e eu comecei a gritar dizendo que eu não concordo com esse tipo de abordagem”, explicou o assessor.

Em seguida, Claudinei mostrou a caixa e a nota fiscal dos tênis comprados, sendo aplaudido pelas pessoas que testemunharam e gravaram a cena.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo