São Paulo ganha mais dez novos radares fixos; veja onde eles estão

Por fabiosaraiva

A prefeitura divulgou que, além dos 27 novos radares que entraram em operação recentemente, mais 10 começaram a fiscalizar os motoristas paulistanos na última segunda-feira. Todos são fixos (veja nos quadros abaixo)

Hoje, a capital tem mais de 600 equipamentos, divididos entre radares fixos, móveis e lombadas eletrônicas. A fiscalização eletrônica tem como principal alvo os condutores que trafegam acima da velocidade permitida, furam o rodízio de placas e o de caminhões e invadem corredores e faixas exclusivas de ônibus.

O cronograma da CET prevê que, até o final deste ano, serão 843 equipamentos em funcionamento. Esse crescimento deve resultar em uma arrecadação de R$ 905 milhões, segundo a Secretaria Municipal dos Transportes. Inicialmente, a pasta previa que esse valor chegaria a  R$ 1,2 bilhão, mas a conta foi refeita por conta da demora na instalação dos novos radares.

O número de infrações aplicadas deve chegar a 11 milhões, superando a marca de 10,1 milhões de 2013.  O último balanço da Secretaria de Planejamento aponta para uma arrecadação de R$ 405 milhões até junho deste ano, um crescimento de 4% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Na avaliação do secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, o saldo expressivo não justifica as acusações de indústria da multa ou simples medida arrecadatória por parte da prefeitura.

Ele afirma que  os novos equipamentos irão fiscalizar áreas que não eram monitoradas pela prefeitura anteriormente, o que facilitava a vida do motorista que comete infrações.

 

20140903_SP02_Novos-equipamentos
radar transito São Paulo arte

Loading...
Revisa el siguiente artículo