Em Itaquera, integrantes do MTST deixam ‘Copa do Povo’

Por fabiosaraiva
Sem-teto saíram do terreno na zona leste na manhã de ontem | Gero/Fotoarena/Folhapress Sem-teto saíram do terreno na zona leste na manhã de domingo | Gero/Fotoarena/Folhapress

Os cerca de 4 mil sem-teto que ocupavam desde maio o terreno batizado como “Copa do Povo”, a 3 km do Itaquerão, na zona leste, deixaram o local na manhã deste domingo. A saída foi pacífica.

Acordo prevê construção de moradias em ocupação

Com 155 mil metros quadrados, a área virou símbolo do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), que exigiu a transformação do terreno em zona interesse social no Plano Diretor da capital.

A desocupação já estava prevista desde julho, quando o MTST assumiu o compromisso, em audiência de conciliação na 3ª Vara Cível de Itaquera, de deixar o terreno em até 45 dias. Em contrapartida, foi prometida a construção de 3,5 mil apartamentos populares por meio do programa Minha Casa Minha Vida.

Como a Caixa Econômica Federal não pode comprar terreno ocupado, as famílias tiveram de sair. Pelo acordo, a construtora proprietária do local deve ratificar a venda em até 30 dias.

Após a aprovação das obras junto ao Ministério das Cidades, o MTST poderá comandar o futuro empreendimento e escolher as famílias que serão contempladas com as residências. A previsão é de que a primeira unidade habitacional fique pronta em 2016.

Após discurso do coordenador do MTST Guilherme Boulos, os sem-teto caminharam até a estação Corinthians-Itaquera do metrô. Sem destino certo, as famílias se dispersaram. “Estamos saindo para dar um até logo. Vamos voltar e não vai ser em barracos de lona”, afirmou Boulos. 

Discurso antes da saída | Nelson Antoine/Frame/Folhapress Discurso antes da saída | Nelson Antoine/Frame/Folhapress
Barracos foram desmontados | Joel Silva/Folhapress Barracos foram desmontados | Joel Silva/Folhapress
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo