Acordo prevê construção de moradias em ocupação

Por Nadia
A desocupação faz parte de um acordo firmado com os governos federal, estadual e municipal | Nacho Doce/Reuters As 4 mil famílias que estavam na Copa do Povo deixaram o local neste domingo | Nacho Doce/Reuters

Um acordo firmado entre os governos federal, estadual e municipal com o proprietário da área em que integrantes do MTST ocuparam há quatro meses em Itaquera prevê a construção de casas populares no local.

Conhecida como Copa do Povo, o local foi desocupado neste domingo. Na a´rea moravam cerca de 4 mil famílias, que podem voltar ao local a partir de 2016.

O Palácio do Planalto vai repassar recursos pela Caixa Econômica Federal; o dinheiro – 76 mil reais por família – será usado na compra do terreno e financiamento de imóveis.

O Estado e a Prefeitura investirão R$ 20 mil por unidade através de programas como Casa Paulista e o Casa Paulistana.

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, explica que o empreendimento entra agora em fase de estudos e, por enquanto, as famílias voltarão para casas de parentes, moradias em locais de risco e imóveis de alugue.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo