MP-SP denuncia Aref por 48 acusações de lavagem de dinheiro

Por Tercio Braga
Hussain Aref Saab | Divulgação Hussain Aref Saab | Divulgação

O Ministério Público Estadual (MPE) de São Paulo denunciou o ex-diretor do Departamento de Aprovação de Edificações (Aprov), Hussain Aref Saab, por 48 acusações de lavagem de dinheiro. O montante, segundo a denúncia, foi obtido com propinas entre 2005 e 2012.
De acordo a promotoria, Aref “ocultou e dissimulou a origem e a movimentação de valores provenientes diretamente de crimes cometidos contra a Administração Pública, inclusive a exigência, para si ou para outrem, direta ou indiretamente.”

Nesse período, prossegue a ação, o ex-diretor do Aprov comprou “nada menos do que 113 imóveis no Estado de São Paulo”. Entre eles, estão apartamentos e suas respectivas garagens, salas comerciais e prédios. 65 foram registrados em seu nome e 48 em nome da empresa SB4 Patrimonial Ltda, da qual Aref é o sócio majoritário. A denúncia foi entregue à 6.ª Vara Criminal de São Paulo.

Hussain Aref comandou o órgão durante as gestões de José Serra (PSDB) e Gilberto Kassab (PSD). A investigação contra o servidor começou após uma denúncia apresentada à Corregedoria da Prefeitura, no final do mandato de Kassab.

As construtoras pagavam propinas a ele para que seus empreendimentos imobiliários fossem liberados dispensando o cumprimento de uma série de exigências legais, acelerando o trâmite.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo