Policial mata suspeito dentro de ônibus na região central de SP

Por Carolina Santos
Tiroteio aconteceu na avenida Nove de Julho | Marco Ambrosio/Folhapress Tiroteio aconteceu na avenida Nove de Julho | Marco Ambrosio/Folhapress

Um policial militar à paisana matou um suspeito e feriu outro, por volta das 11h50 desta quarta-feira, durante uma tentativa de assalto a um ônibus na avenida Nove de Julho, na região central da cidade. O suspeito que sobreviveu foi encaminhado ao Hospital das Clínicas. Ele recebeu alta e foi levado para o 78º DP, nos Jardins, onde a ocorrência foi registrada.

Segundo a PM (Polícia Militar), os dois homens entraram no ônibus no ponto próximo à FGV (Fundação Getúlio Vargas) e anunciaram o assalto. Ao perceber a ação, o policial, que estava dentro do veículo, mas sem farda, reagiu. No final da tarde, a PM informou que os suspeitos usavam uma arma de brinquedo.

Uma das faixas da avenida Nove de Julho ficou bloqueada por mais de quatro horas para a realização da  perícia.

 

Policiais entram em ônibus em que houve tiroteio para retirar corpo de suspeito | Frederico Moreira/Futura Press Policiais entram em ônibus em que houve tiroteio para retirar corpo de suspeito | Frederico Moreira/Futura Press

Risco

Para o coronel da reserva da PM e ex-secretário nacional de Segurança Pública, José Vicente, a ação do policial não foi a mais adequada. Segundo ele, o agente só deve agir em locais com pouco movimento, com a preocupação de que o risco de atingir inocentes seja mínimo. “O mais importante não é prender o ladrão, é salvar vidas. É melhor deixar o bandido fugir do que encarar consequências desastrosas.”

 

Outro caso

Este foi o segundo caso com morte durante tentativa de assalto dentro de ônibus em oito dias na região metropolitana. Na noite do dia 19, em Osasco, duas pessoas morreram após um policial civil reagir a uma tentativa de assalto. Houve tiroteio. O designer Arthur Brás, de 45 anos, morreu no meio do fogo cruzado. Momentos depois, um corpo foi encontrado, sem identidade, em uma rua próxima. A SSP (Secretaria de Segurança Pública) disse que o corpo era de um dos suspeitos. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo