Sabesp desperdiçou 36% da água tratada, informa levantamento

Por fabiosaraiva
Reservatório do sistema Cantareira operava ontem com 11,6% da capacidade | Luis Moura/Folhapress Reservatório do sistema Cantareira operava ontem com 11,6% da capacidade | Luis Moura/Folhapress

Levantamento divulgado nesta quarta-feira aponta que, em 2012, a Sabesp desperdiçou 36% da água tratada para uso em São Paulo. A pesquisa, do Instituto Trata Brasil, aponta, ainda,  que a companhia trata pouco mais da metade (52,15%) do esgoto da água consumida produzido pela capital. A análise foi feita com base em dados do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento).

De acordo com o estudo, o desperdício ocorre por causa de vazamentos na distribuição, ligações clandestinas, roubos e falta de medição.

A Sabesp rebateu a pesquisa e afirmou que tem índices comparáveis aos de países desenvolvidos, se forem considerados somente os vazamentos.

Segundo a companhia, o percentual de desperdício era de 20,3% no começo de 2014, e caiu para 19,8% em junho deste ano. “Na França as perdas físicas estão em 26%, no Reino Unido, 16%  e na Itália, 29%”, informou a companhia, em nota. Até 2020, segundo a empresa, estão previstos R$ 6 bilhões para reverter a situação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo