Vereador acusado de matar palmeirense é preso

Por lyafichmann
Capá (em pé) foi preso nesta terça-feira, acusado de ter matado torcedor do Palmeiras | Reprodução Facebook Capá (em pé) foi preso nesta terça-feira, acusado de ter matado torcedor do Palmeiras | Reprodução Facebook

A Polícia Civil deteve na tarde desta terça-feira o vereador Raimundo Faustino suspeito de agredir no último dia 17 torcedor do Palmeiras em estação de trem de Franco da Rocha, município da Grande São Paulo. A vítima Gilberto Torres Pereira, de 31 anos, teve traumatismo craniano e morreu no dia 20.

Pereira foi espancado durante uma briga entre integrantes das torcidas organizadas Mancha Verde, do Palmeiras, e Gaviões da Fiel, do Corinthians.

Os palmeirenses estavam a caminho do Estádio do Pacaembu para assistir ao clássico entre o Palmeiras e o São Paulo, e os corintianos voltavam de uma festa na quadra da Gaviões da Fiel. Os dois grupos acabaram se encontrando na estação de Franco da Rocha, onde ocorreu o conflito.

Na segunda-feira, dia 18, Raimundo se apresentou na delegacia e disse que reagiu a algumas agressões, mas negou ter usado um pedaço de pau para bater em Gilberto. Ele não foi preso, pois o flagrante já havia passado. Ontem, no entanto, a justiça decretou a prisão preventiva dele.

Conhecido como Capá, Raimundo Faustino é integrante da torcida Gaviões da Fiel e também teria se envolvido no ano passado na confusão entre torcidas do Corinthians e Vasco em Brasília.

Vereador pelo PT em Francisco Morato, cidade na Grande São Paulo, ele era candidato este ano a deputado estadual. O partido decidiu suspendê-lo por 60 dias assim como os filiados Leonardo Gomes dos Santos e Gentil Chaves Siani, também suspeitos de estarem envolvidos na briga.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo