Negociação em presídio é retomada; 4 detentos foram mortos

Por Nadia
Presos se mantiveram no telhado da penitenciária neste domingo | Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná Presos se mantiveram no telhado da penitenciária neste domingo | Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná

Foram retomadas as negociações com os presos que mantém pelo menos dois reféns na Penitenciária Estadual de Cascavel, no Paraná. A rebelião que teve início na manhã deste domingo já dura mais de 24 horas e registrou ao menos quatro mortes.

Segundo a Secretaria de Justiça, dois detentos foram decapitados e outros dois morreram após serem jogados do telhado. O número de presos pode ser maior, porque mais dois presos também foram jogados da cobertura da penitenciária. Não se sabe, porém se eles ainda estão vivos.

No fim da tarde, a polícia conseguiu transferir para outra unidade prisional 77 presos que eram ameaçados.

Os internos que participam da rebelião usam capuz no rosto, ocupam pelo menos 60% da penitenciária, e se reúnem no teto do prédio. Eles continuam mantendo dois agentes penitenciários reféns.

A Polícia Militar e a secretária de Justiça do Paraná, Maria Tereza Uile Gomes, negociam com os presos o fim da rebelião. Os internos reclamam da estrutura, da alimentação e da higiene do presídio.

Não há superlotação na unidade, que abriga 1044 presos, sendo que a capacidade total é para 1182 detentos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo