Interpol emite alerta para encontrar mulher de Roger Abdelmassih

Por fabiosaraiva
Abdelmassih | Secretaria Nacional De Antidrogas do Paraguai Abdelmassih ao ser apresentado pela | Secretaria Nacional De Antidrogas do Paraguai

A Interpol do Paraguai emitiu um alerta internacional pela localização de Larissa Maria Sacco, 37 anos, mulher do ex-médico Roger Abdelmassih, preso após nesta três anos foragido. Ele foi condenado a 278 anos por estuprar pacientes.

Abdelmassih está em uma cela de 15 metros quadrados, com cama de alvenaria, dentro da Penitenciária do Tremembé, no interior de São Paulo.

O espaço abriga seis celas e o criminoso deve permanecer isolado por até 30 dias, recebendo apenas a visita de advogados de defesa. Depois disso, ele seguirá para a ala onde ficam os outros 400 presos.

Abdelmassih chegou no início da noite de quarta-feira à penitenciária.

Abdelmassih pode ser solto em 4 meses

Apesar da gravidade de seus crimes, que também incluiriam manipulação genética, Abdelmassih pode ser solto em até quatro meses. Se o judiciário não decidir sobre o recurso contra a condenação, nesse prazo, o condenado pode voltar às ruas e aguardar a decisão final em liberdade.

O recurso de Roger Abdelmassih está nas mãos do desembargador José Gavião de Almeida, e está pronto para ser julgado desde o dia 3 de setembro de 2012. Até agora, nenhuma decisão foi tomada, o que pode beneficiar o ex-médico.

O especialista em reprodução está preso preventivamente, enquanto aguarda o resultado do recurso. O Tribunal de Justiça afirma que há mais de 600 mil recursos aguardando julgamento e que eles seguem uma ordem cronológica, o que poderia beneficiar Abdelmassih.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo