PT aprova suspensão de filiados após briga de torcidas

Por Tercio Braga
Capá (em pé) não poderá concorrer à vaga de deputado estadual | Divulgação/Facebook Capá (em pé) não poderá concorrer à vaga de deputado estadual | Divulgação/Facebook

A comissão especial criada pelo PT-SP para apurar o envolvimento de filiados do partido em briga entre torcedores do Corinthians e do Palmeiras, ocorrida no último domingo em Franco da Rocha, aprovou na tarde desta quinta-feira, por unanimidade, a suspensão de Leonardo Gomes dos Santos, Gentil Chaves Siani e Raimundo Cesar Faustino, o vereador “Capá”.

Raimundo, que é integrante da torcida organizada Gaviões da Fiel, é suspeito de agredir o torcedor palmeirense Gilberto Torres Pereira, que teve morte cerebral confirmada nesta quinta-feira. A polícia já pediu a prisão preventiva do vereador. Ele também esteve envolvido na confusão entre torcedores de Corinthians e Vasco, ano passado, em Brasília.

A comissão foi formada na segunda-feira (18) por decisão da Comissão Executiva do partido, que estava reunida para reunião quinzenal e foi informada sobre o caso.

Participaram da comissão especial os integrantes da Comissão Executiva Vilson Augusto de Oliveira, Silvia Seixas, Alessandra Dadona, bem como Toninho Kalunga (membro do Diretório Estadual de São Paulo) e a coordenadora da Macro Mantiqueira, Thaís Tosato.

A comissão especial recomendou ainda encaminhamento do caso à Comissão de Ética do PT-SP, que pode decidir pela expulsão dos filiados.

A suspensão do vereador “Capá”, que concorre a deputado estadual, automaticamente inviabiliza sua candidatura.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo