Funcionários fecham portão da USP em protesto

Por Nadia
Professores continuam em greve | Edson Silva/Folhapress Professores continuam em greve | Edson Silva/Folhapress

Um protesto de funcionários em greve fechou o Portão 3 da USP (Universidade de São Paulo) na manhã desta quinta-feira. Segundo ouvintes da BandNews FM, os manifestantes montaram piquetes e tentaram atravessar um carro de som em frente à entrada. A Polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência.

Nesta quarta-feira, os funcionários também fecharam os portões da Cidade Universitária, inclusive o do hospital, na zona oeste da capital paulista. A polícia foi chamada e houve um conflito entre os agentes e os grevistas.

Para conter os manifestantes e liberar as vias, a Polícia Militar usou bombas de gás lacrimogêneo. As interdições feitas por funcionários consistiam em barricadas com objetos e fogo na via.

Segundo o sindicato, o chamado “trancaço” era um protesto pelo reajuste dos salários, a desvinculação dos hospitais, a flexibilização da jornada de trabalho com redução de salário, o desconto dos dias parados, entre outros.

Os manifestantes fizeram uma barricada na Rua Alvarenga, em frente ao portal 1 – o principal.

[poll id=”273″]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo