Nenhum reservatório de São Paulo se esgotará, diz secretário

Por Tercio Braga
Represa Jaguari atende o Vale do Paraíba | Nilton Cardin/SigmaPress/Folha Press Represa Jaguari atende o Vale do Paraíba | Nilton Cardin/SigmaPress/Folhapress

O secretário estadual de Recursos Hídricos, Mauro Arce, garante que nenhum reservatório de São Paulo vai se esgotar.

Nesta segunda-feira (19), foi feito um acordo com o Rio de Janeiro e o Ministério do Meio Ambiente para estabelecer mudanças no uso da bacia do Paraíba do Sul.

De acordo com Arce, entrevistado por Milton Parron no Ciranda da Cidade, da Rádio Bandeirantes, a medida deve equilibrar os recursos disponíveis para os 37 municípios que dependem da captação do rio.

A partir desta quarta-feira (20), o estado de São Paulo aumentará a vazão do reservatório de Jaguari para 43 metros cúbicos por segundo.

O reservatório de Paraibuna, do governo federal, reduzirá o escoamento de 80 para 47 metros cúbicos por segundo.

No Rio de Janeiro, a partir de 10 de setembro, a vazão na barragem de Santa Cecília cairá de 165 para 160 metros cúbicos por segundo.

Além disso, as campanhas de incentivo para economia no consumo de água em São Paulo vão continuar.

Segundo o secretário Mauro Arce, o Governo está confiante de que os reservatórios podem se recuperar totalmente com a chegada do período de chuvas.

Cerca de 11 milhões de pessoas, em São Paulo e no Rio de Janeiro, dependem das águas da bacia do Paraíba do Sul.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo