MP recorre contra decisão de semiaberto para Suzane

Por Tercio Braga
Suzane Richthofen obteve regime semiaberto | Denny Cesare / Futura Press Suzane Richthofen foi condenada a 39 anos de prisão por matar os pais | Denny Cesare / Futura Press

O Ministério Público encaminhou nesta segunda-feira à Justiça recurso contra a decisão que concedeu a Suzane von Richthofen a progressão de regime para o semiaberto.

Ela foi condenada a 39 anos de prisão por matar os pais, em 2002, com a ajuda do namorado e do irmão dele. A jovem, hoje com 30 anos, está detida há 12.

De acordo com o promotor Luiz Marcelo Negrini Mattos, o exame psiquiátrico de Suzane foi desfavorável à progressão do regime, apesar de ela já ter cumprido mais de um sexto da pena e ter bom comportamento.

Segundo ele, há risco de ela fugir porque o laudo psiquiátrico aponta “egocentrismo elevado, conduta infantilizada, possibilidade de descontrole emocional, personalidade narcisista e manipuladora, agressividade camuflada e onipotência”.

A decisão que passa Suzane do regime fechado para o semiaberto foi dada no dia 11, pela juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, da Vara das Execuções Criminais de Taubaté. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo