Morre segunda vítima de envenenamento em São Paulo

Por Carolina Santos
Família teria sido envenenada na noite de quinta-feira |  Bruno Poletti/Folhapress Família teria sido envenenada na noite de quinta-feira | Bruno Poletti/Folhapress

A segunda integrante de uma família de orientais supostamente envenenada no bairro do Campo Belo, na zona Sul de São Paulo, morreu na tarde desta sexta-feira (15).

Jane Sato, de 62 anos, mulher da primeira vítima, Eiji Sato, de 68, estava internada no Hospital São Paulo. Seu marido havia sido encontrado morto na casa da família nesta madrugada.

O filho do casal, Danilo, de 24 anos, segue internado em estado grave na mesma instituição médica.

As vítimas foram socorridas após o jovem acionar o porteiro do prédio de madrugada e dizer que estava passando mal. O funcionário, que entrou no serviço às 22h e disse que a família não recebeu visita após aquele horário, chamou então a polícia.

Ao chegar ao apartamento, a Polícia Militar encontrou o idoso caído, de barriga para baixo, com um frasco de inseticida sob o corpo.

A mulher dele estava desmaiada no sofá, a lado do marido. O filho foi achado delirando, no mesmo cômodo. Próximo à família estavam restos do jantar e vômito, sinais de que eles passaram mal.

O delegado Sérgio Ricardo da Silva, do Campo Belo, não descarta nenhuma hipótese por enquanto. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo