Menino atacado por tigre diz que pai não teve culpa

Por Nadia
Menino foi filmado com mão dentro da jaula | Reprodução/Band Menino foi filmado com mão dentro da jaula | Reprodução/Band

O menino de 11 anos que teve o braço amputado após ser atacado por um tigre em um zoológico de Cascavel, no Paraná, afirmou que o pai, Marcos do Carlo Rocha, não teve qualquer culpa no incidente.

“O meu pai não teve culpa. Ele não sabia que ia acontecer”, declarou em entrevista ao programa Fantástico, da Globo.

Além disso, o menino contou que, na ambulância, quando era levado para o hospital, já sabia que iria perder o braço.

Depois da amputação, Vrajamany Fernandes Rocha ficou internado por uma semana. Ele recebeu alta médica na última quarta-feira e retornou a São Paulo, onde mora com a mãe.

No fim do mês passado, o menino viajou com o pai, que também mora em São Paulo. Eles foram visitar o irmão caçula, por parte de pai, no Paraná. No dia 30, os três foram ao zoológico de Cascavel, onde aconteceu o acidente.

Outro vídeo

Pouco mais de um ano antes de um garoto de 11 anos ser atacado por um tigre no zoológico de Cascavel, no Paraná, um visitante do parque postou um vídeo em que aparece fazendo carinho no animal.

O homem passa pela cerca de proteção e chama o tigre, que está mais afastado do público. O felino de aproxima e passa pela grade para ganhar “carinho”.

O visitante vai mais próximo e continua a passar a mão no bicho, inclusive na cabeça. A pessoa que grava as imagens o chama diversas vezes e pede para que ele tenha cuidado.

Uma criança chega a dizer que o animal vai morder o homem. Ele sai do recinto, mas não transparece medo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo