Câmara aprova CPI para investigar racionamento em São Paulo

Por fabiosaraiva
Novo painel de votação, que custou R$ 796 mil  | André Porto/Metro Novo painel de votação, que custou R$ 796 mil | André Porto/Metro

A Câmara Municipal instaurou nesta quarta-feira a CPI para investigar a gestão da Sabesp em São Paulo. Por 30 votos a 9, os vereadores decidiram investigar o contrato entre a prefeitura e a empresa e o “racionamento informal” de água na cidade. A Câmara tem 55 vereadores.

A proposta aprovada é  do vereador Laércio Benko (PHS), que será o presidente da comissão. No total, serão nove membros.

“A distribuição de água é de responsabilidade do município e a Sabesp foi contratada para fazer esse serviço”, diz Benko. Segundo ele, a CPI vai analisar o contrato de fornecimento de água, questionar os investimentos e o motivo de tantos vazamentos na cidade. “O racionamento não declarado é uma consequência de toda essa falta de investimento.”

Para a oposição, a CPI  foi articulada pelo PT e pelo PMDB para respingar no governo estadual. “O PT ressuscitou a CPI de Benko por orientação das campanhas do Alexandre Padilha (PT) e do Paulo Skaf (PMDB) para tumultuar a campanha do Geraldo Alckmin”, disse o vereador Floriano Pesaro (PSDB). Benko havia proposto a CPI para investigar a situação dos reservatórios no final do ano passado.

Segundo Pesaro, a Câmara não tem capacidade técnica para analisar essa questão. “É uma irresponsabilidade da Casa e uma vergonha. Já existem fiscalizações feitas pelo TCE e pelo TCM. Isso prejudica a empresa porque ela tem ações na bolsa”, disse.

Procurada, a Sabesp disse que não vai se pronunciar a respeito.

 

Manutenção deixa 34 bairros sem água

A Sabesp iniciou na noite desta quarta-feira uma série de manutenções na rede de abastecimento da cidade. A medida deixará  34 bairros das zonas norte e leste sem água.

Na zona norte, a Sabesp também vai realizar a substituição das válvulas das 20h desta quinta às 4h de sexta.

O retorno do fornecimento de água na região deve ocorrer de forma gradativa até a tarde de amanhã. Segundo a empresa, o serviço pode causar intermitência no abastecimento em 13 bairros, entre eles Casa Verde, Parque Peruche e Imirim. Casos de emergência serão atendidos pelo 195, que funciona durante 24 horas. A ligação é gratuita.

Na zona leste, uma intervenção para a instalação de uma válvula na rede de distribuição de  água deixou  21 bairros na região da Vila Formosa sem abastecimento na madrugada de ontem. Segundo a Sabesp, o abastecimento seria retomado às 6h desta quinta.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo