Alckmin afirma que racionamento seria irresponsável

Por fabiosaraiva
Alckmin não adotará racionamento | Brazil Photo Press/Folhapress Alckmin não adotará racionamento | Brazil Photo Press/Folhapress

Pressionado pelo Ministério Público Federal a adotar o racionamento de água para São Paulo, o governador do Estado, Geraldo Alckmin, disse neste sábado (2) que “não irá mudar a estratégia de abastecimento.

Segundo o candidato à reeleição, “90% da população reduziu o consumo de água”, por isso o racionamento “seria uma atitude irresponsável”.

Após participar de um evento na capital, onde esteve presente o primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, Alckmin destacou que manterá o Sistema Cantareira funcionando initerruptamente.

Segundo ele, o fechamento do sistema para o racionamento poderia provocar danos estruturais, por causa da mudança de pressão.

Estiagem afeta escolas e restaurantes no interior

Conhecida como a cidade onde tudo é grande, Itu, no interior paulista, enfrenta uma seca proporcional a essa fama. O principal reservatório está com apenas 4% da capacidade e a situação aproxima-se da calamidade pública. No Vale do Paraíba, ainda no interior de São Paulo, a estiagem também é preocupante.

Reportagem de Katia Sacchetto
Sandra Domiciano – arquiteta
Isaias Nunes – gerente do restaurante
Carolina Mendes – nutricionista
Rodolfo Martins Júnior – 11 anos

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo