São Paulo tem chuva 40% abaixo da média em julho

Por Tercio Braga
Tempo seco aumenta a faixa de poluição vista no horizonte da cidade | J. Duran Machfee/Futura Press Tempo seco aumenta a faixa de poluição vista no horizonte da cidade | J. Duran Machfee/Futura Press

O mês de julho terminou nesta quinta-feira com volume de chuva 40% abaixo da média registrada para o mês. Choveu apenas 29,2 mm na capital, quando o esperado são 48 mm. A seca veio após dois anos com julhos chuvosos. Em 2013, foram 71,7 mm. Em 2012, 75 mm. Por enquanto, março foi o mês mais chuvoso de 2014, com 234,4 mm. A média é de 171,9 mm.

A seca na cidade começou em dezembro de 2013, quando as chuvas ficaram bem abaixo de média. Segundo o meteorologista Thomaz Garcia, do CGE, chuvas mais significativas deveriam voltar entre outubro e novembro, mas a previsão é de uma primavera com precipitações irregulares.

Com isso, a situação dos reservatórios que abastecem a região metropolitana deve ficar ainda pior. Ontem, o sistema Cantareira tinha 15,4% de sua capacidade. No Alto Tietê, o índice era de 20,8%. A Sabesp, que já está captando água do “volume morto”, admitiu que a recuperação do principal manancial paulista pode levar três anos.

Para os próximos dias, a previsão é de tempo seco, com aumento das temperaturas.  O final de semana será de sol, com a máxima chegando a 260C no sábado, e a 280C no domingo. A mínima fica em torno dos 150C. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo