Templo de Salomão será inaugurado com alvará de evento

Por Tercio Braga
Templo de Salomão será inaugurado nesta quinta | André Porto/Metro Templo de Salomão será inaugurado nesta quinta | André Porto/Metro

O Templo de Salomão será inaugurado nesta quinta-feira, na região do Brás, com uma autorização provisória. O “alvará de evento”, emitido no último dia 19 pela Secretaria Municipal de Licenciamento, autoriza o funcionamento do local até 18 de janeiro de 2015, e pode ser prorrogado por mais seis meses.

Depois disso, o templo precisará ter um alvará de funcionamento de local de reunião.

Segundo a secretaria, o documento respeita a legislação. O local recebeu autorização de reforma em 2008. Em 2011, uma solicitação de modificação feita pela Universal foi indeferida, mas a igreja recorreu e o caso ainda está sendo analisado.

O terreno de 64 mil metros quadrados abrigava uma fábrica. Ao pedir a autorização para reforma, a Universal alegou que faria modificações na construção, mas o prédio que lá existia acabou demolido e a igreja ergueu um novo.

O MP (Ministério Público) investiga se houve fraude na emissão das licenças e na construção do templo. Segundo o promotor Maurício Ribeiro Lopes, o fato de a obra ter sido feita apenas com alvarás de reforma pode ser um indicativo de conduta fraudulenta. O MP solicitou mais informações à Secretaria de Licenciamento para averiguar.

A inauguração está prevista para às 19h, e contará com a presença da presidente Dilma Rousseff e do governador Geraldo Alckmin, entre outras autoridades. Para organizar o trânsito, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vai monitorar a região e realizar desvios de trânsito e interdição de faixas. A abertura ao público só acontecerá a partir de 22 de agosto.

O promotor diz, ainda, que o local é um polo gerador de tráfego, já que tem capacidade de receber 10 mil pessoas e possui 1,2 mil vagas de estacionamento. Por isso, deveria destinar 5% do valor total da construção em contrapartidas ambientais e realizar melhorias viárias. Mas como a obra foi considerada como “reforma”, a Universal fez apenas cinco rebaixamentos de calçadas, plantou 25 mudas e instalou seis conjuntos de semáforos.

A Universal afirma ter o alvará necessário para abertura e diz que cumpriu todas as obrigações legais para abrir o templo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo