SSP recebe integrantes do MTST após protesto na região central

Por Tercio Braga
Grupo protesta no centro e promete mais invasões | Wagner Rodrigues/Folhapress Grupo protesta no centro e promete mais invasões | Wagner Rodrigues/Folhapress

Um grupo de sem-teto foi recebido por representantes da SSP (Secretaria de Segurança Pública) na tarde desta terça-feira, após um ato do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-teto) na região central de São Paulo. O protesto foi contra a reintegração de posse do Portal do Povo, no Morumbi, ocorrida na manhã de segunda.

O MTST afirma que o despejo foi feito antes do tempo previsto em acordo com a PM (Polícia Militar). A SSP nega e diz que a ação “se deu dentro da legalidade para cumprir decisão judicial”.

De acordo com a pasta, a reintegração teria acontecido antes do prazo final – dia 31 – evitou conflitos no local. Segundo a PM, o protesto reuniu cerca de 1,3 mil pessoas, que se concentraram na praça Ramos de Azevedo e seguiram em passeata até a secretaria, que fica na rua Libero Badaró. Após serem recebidos, os sem-teto seguiram até a praça da Sé.

Outras  duas reintegrações de posse aconteceram na manhã de terça na região central. Duas faixas da rua da Consolação e uma da Libero Badaró precisaram ser bloqueadas. As vias só foram liberadas no início da tarde.

O prédio na Consolação havia sido ocupado no dia 7 de maio. A reintegração aconteceu de forma pacífica, mesmo com moradores tendo se revoltado com o líder do grupo, que afirmou que não sabia da ação. O bloqueio na Consolação, no sentido centro, causou 1,5 km de congestionamento. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo