Munição pode provar ligação entre chacinas de Carapicuíba

Por fabiosaraiva
Fachada da delegacia onde o crime está sendo investigado | Sigmapress/Folhapress Fachada da delegacia onde o crime está sendo investigado | Sigmapress/Folhapress

Um lote das cápsulas de 9mm pode confirmar a ligação entre duas chacinas ocorridas em Carapicuíba, na Grande São Paulo, em menos de 15 dias (13 e 26 de julho). Segundo a Polícia Civil, munições usadas pelos assassinos nas duas chacinas são iguais, e pertencem a um mesmo lote.

No primeiro caso, cinco pessoas foram assassinadas em um mesmo local. Na segunda chacina, uma série de ataques matou sete.  A polícia investiga se os crimes foram uma vingança pela morte do PM Adailton da Silva Souza, de 30 anos, que desapareceu no início de julho. Seu corpo foi achado no dia 19, em uma favela.

No sábado, um PM foi preso temporariamente. Baleado na perna, ele disse que foi vítima de tentativa de assalto, mas foi desmentido por uma testemunha. Foi apreendido com ele um revólver de calibre semelhante ao do usado em parte das mortes.

Na segunda-feira, outro PM foi detido administrativamente após aparecer em imagens obtidas pela polícia levando ao hospital um colete de segurança ao PM baleado.

Loading...
Revisa el siguiente artículo