PF apreende 3,7 toneladas de cocaína no Porto de Santos

Por Carolina Santos

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta segunda-feira 80 mandados de busca e apreensão, além da prisão de 23 pessoas. O objetivo foi desarticular um esquema que utilizava contêineres para o transporte de cocaína que partiam do Porto de Santos/SP para a Europa, Cuba e África. Foram apreendidos mais de 3,7 toneladas de cocaína, 230 mil euros, 10 veículos, uma embarcação, 19 armas curtas e dois fuzis.

As organizações criminosas eram investigadas desde 2013 no âmbito das Operações Hulk e da Operação Oversea.

Verificou-se que a organização criminosa colocava a droga em mochilas e sacolas que eram inseridas nos contêineres por empregados particulares, sem o conhecimento dos donos das cargas ou dos navios. A droga seguia junto com um lacre clonado. No local de destino, membros da organização criminosa rompiam os lacres, recuperavam a cocaína e colocavam os lacres clonados, para não gerarem suspeitas.

A Operação Hulk visava um grupo na capital paulista que realizava a compra da droga na Bolívia e a transportava para o Brasil pela fronteira com o Paraguai, realizando a remessa para a Europa pelo porto de Santos.

A Operação Oversea tinha como foco grupo que operava as inserções ilícitas da droga em cargas que partiam do Brasil pelo porto. No procedimento de exportação, os contêineres são carregados em locais privados conhecidos como REDEX – Recintos Alfandegários de Exportação, onde eram lacrados e encaminhados ao porto para embarque.

Alta quantia em dinheiro foi encontrada com os traficantes | Divulgação/PF Alta quantia em dinheiro foi encontrada com os traficantes | Divulgação/PF
Mochilas que seriam enviadas com a droga para outros países | Divulgação/PF Mochilas que seriam enviadas com a droga para outros países | Divulgação/PF
Ao todo, PF apreendeu 3,7 toneladas de cocaína | Divulgação/PF Ao todo, PF apreendeu 3,7 toneladas de cocaína | Divulgação/PF
Corrente de ouro é um dos objetos de valor apreendidos | Divulgação/PF Corrente de ouro é um dos objetos de valor apreendidos | Divulgação/PF
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo