Alunos da USP Leste voltam às aulas nesta segunda-feira

Por Caio Cuccino Teixeira
Campus da USP Leste está interditado desde janeiro | Divulgação Campus da USP Leste está interditado desde janeiro | Divulgação

Depois de 41 dias de indefinição, os alunos da USP Leste voltam às aulas nesta segunda-feira, com ameaça de greve. Elas devem ser realizadas na Unicid e na Fatec, ambas no Tatuapé. Os alunos reclamam de falta de infraestrutura nos locais escolhidos pela universidade. Afirmam, ainda, que os trabalhos de pesquisa serão prejudicados com a mudança porque faltam laboratórios. Uma assembleia deve decidir nesta segunda se a greve será realizada pelos alunos.

O campus da USP Leste está interditado desde janeiro por causa da contaminação do solo. Por isso, o uso do local foi vetado pela Justiça. Segundo a reitoria, as aulas dos alunos da manhã acontecerão na Unicid e Fatec Tatuapé. Os estudantes da tarde ficarão concentrados na Unicid. Os do período noturno, na Fatec e em outras unidades da USP. A distribuição dos alunos, pode ser consultada no site www.each.usp.br.

Entre janeiro e meados de fevereiro, a reposição de aulas de cursos que ainda não tinham terminado o semestre anterior foi feita na Cidade Universitária, usando as salas do Instituto de Psicologia. Mas, desde meados de fevereiro, quando o ano letivo na Cidade Universitária foi retomado, os veteranos da USP Leste ficaram sem espaço para as aulas.

Em nota, a USP afirma que a administração se preocupou, neste momento, com o início das aulas. Houve um esforço, segundo a universidade, em conseguir salas disponíveis. Sobre a falta de estrutura, a instituição disse que as atividades acadêmicas só voltarão às condições normais quando o campus da zona leste for liberado. A universidade também afirma que nenhum frequentador do local está submetido a qualquer tipo de risco de contaminação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo