São Paulo terá mais radares a partir de abril

Por Carolina Santos
Número de radares passará de 601 para 843 a partir de abril | Ricardo Marques/ Metro Brasília Número de radares passará de 601 para 843 a partir de abril | Ricardo Marques/ Metro Brasília

A prefeitura de São Paulo garante que o aumento no número de radares na cidade tem o único objetivo de assegurar o respeito às faixas exclusivas e corredores de ônibus e a obediência às leis de trânsito. A partir de abril, a capital terá 40 por cento mais instrumentos de fiscalização; passará de 601 para 843.

A previsão é que a arrecadação suba dos atuais 850 milhões para 1 bilhão e duzentos milhões de reais. O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, afirma que a intenção é garantir a segurança da população.

Os radares vão fiscalizar desde o desrespeito ao rodízio até a situação irregular do veículo. Um tipo, que dispensa sensores no asfalto, será instalado em pontes e viadutos.

Em 2011, o Contran obrigou a prefeitura a mudar a posição dos radares nesses locais porque os motoristas devem estar cientes da presença da fiscalização.

Jilmar Tatto garante que as determinações do Conselho Nacional de Trânsito serão respeitadas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo